Seguidores da Ocupação

terça-feira, 28 de junho de 2011

III FORRÓ DOS ARTISTAS


Prezad@s

Escrevo com atraso. Mas para contar as últimas que andam acontecendo na Casa de Cultura MACRO – Maria Cláudia Rodrigues (aliás esse é outro assunto que ta atrasado, mas que prometo tentar dar mais detalhes no próximo texto).
Pois bem, nos reunimos no último fim de semana, a convite de Isaias Menezes, que, munido de um violão apresentou-nos uma proposta de repertório para o III Forró dos Artistas, que esse ano também atrasou um pouco e acabou virando Forró da Independência, abrindo o 2º Semestre de 2011.
Em time que está ganhando não se mexe. Se o conselho vale para o futebol, por que não para nós também? A Ocupação pretende repetir a descontração e linearidade impressa pelo som das pick-ups provocadas pelos DJs Tony Miller e Marlon Marley no último 4º Sound System + Ocupação Cultural nos Caminhos do Reggae. Mas desta vez o som será de cordas. Como cantou uma banda de forró: “Meu Bob Marley se chamava Luiz/ Não era o rei da guitarra e sim do Baião...
É de baião o 1º bloco de canções apresentadas por Isaias. Inicia-se por Jacson do Pandeiro com o canto da ema, passeia por Luiz Gonzaga, Gilberto Gil, Alceu Valença e releituras de composições de Chico Buarque como Paratodos e Gita de Raul Seixas.
Aliás, Raul ganha destaque no repertório de Isaias por razoes óbvias: graduando em História e pesquisador da obra do autor – ele traz os baiões de Raul, influenciados pelo velho Lua, além de transformar em xote outras composições do maluco beleza.
“È que se Raul ouvia Gonzaga por influência do pai, eu achei nas fitas do meu, lá na roça uma fita de Raul” – brinca o filho de Jonas, justificando a escolha por Raul. E as coincidências não param. Quando pergunto o que é tocar no Forró dos Artistas, a resposta vem lançando outro paralelo com Raul: “É estar em casa, entre amigos, então é sinônimo de liberdade, de uma alternativa cultural”.
Em família, Isaias divide o espaço com os irmãos Henrique e Jamile Menezes, além do próprio pai, o fotógrafo e nas horas vagas tocador e contador de causos, Jonas Andrade. Mas se “na folia dos salões, só se ouve zum, zum, zum...”, parafraseando o forrozeiro Alcymar Monteiro, “no Forró da Independência sempre cabe mais um...”
Quem já confirmou presença foi o ator Marinaldo Coutinho que, mantendo a descontração, promete também puxar uma animada quadrilha entre os artistas presentes. Outro que promete uma supresa é Thiago Mascarenhas, bailarino da Movement's Cia de Dança.

Confirme já presença!

FORRÓ DA INDEPENDÊNCIA
LOCAL: CENTRO DE CULTURA DE VALENÇA
DATA: 01 DE JULHO ÀS 18 HORAS
ENTRADA FRANCA

OBS: Vir caracterizad@ com roupas nordestinas e trazer um prato típico ou litro de licor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário