Seguidores da Ocupação

domingo, 12 de abril de 2009

A UNANIMIDADE É BURRA?

Dizem que em time que está ganhando não se mexe! É conhecida de todos também aquela velha história da centopéia que ao ser perguntada como consegue andar com tantas pernas começa a prestar atenção, atrapalha-se e não anda mais...
Mesmo com tudo isso, corro o risco. Sempre fui transgressivo. Torqualino... (“Vai bicho desafinar o coro dos contentes!” – como gritou Gilberto na primeira ocupação...) E mais a mais, como dizia o incendiário Nelson Rodrigues: - A unanimidade é burra!
Por isso quero correr mais esse risco! Estamos caminhando para a sexta edição da Ocupação Cultural com todo gás. Cada vez, apesar dos desafios, renova-se a vontade de continuar...
No entanto gostaria de ouvir de vocês, tanto os que se apresentaram, como os que lá estiveram assistindo: O que representa para cada um a Ocupação Cultural? Por que continuar? Enfim, deixem suas impressões...

8 comentários:

  1. A princípio, achei que seria chato e monótono. Mas assim que cheguei na 1ª edição e vi aquele clima legal, cheio de gente que eu gosto e admiro, mudei logo de opinião. Na 2ª eu desenhei, cheia de vergonhinha, no canto, escondida, e gostei da experiência. Na 3ª Ocupação, eu desenhei "grande". Na 4ª e na 5ª, consegui interpretar duas "personagens". Ou seja, Ocupação Cultural pra mim é sinônimo de evolução pessoal. Eu tô crescendo, derrubando barreiras, conhecendo gente nova, admirando muito mais quem eu já admirava... Descobri a verdadeira função do Centro de Cultura, que é levar cultura! rs!
    Acho que deve continuar pra mostrar pro povo de Valença que aqui também tem artistas, e dos bons! Pra estimular quem gosta da arte a se manifestar, a sentir vontade de fazer parte da Ocupação, assim como eu... Aprender, criar, inovar, ensinar... Enfim. Devo muito a Ocupação Cultural e em especial ao Pequeno príncipe, Adriano, o serelepe, pois graças a ele eu faço parte disso! rs!

    ResponderExcluir
  2. Embora nunca tenha participado ou sequer assistido a uma ocupação cultural conheço algumas pessoas que fazem parte de tal iniciativa, e um de seus maiores incentivadores, Adriano Pereira.
    Considerando todas as pessoas, participantes, incentivadores, publico, e considerando tambem a iniciativa, o motivo, a causa, o efeito, penso que são com atitudes como essa que levaremos um pouco mais de cultura e conhecimento as pessoas.
    Num mundo onde ser normal significa ser louco se em cada interior do Brasil houvesse projetos como esse onde o seu povo pudesse fazer cultura ao inves de obrigar nossas crianças a trabalhar para comer o Brasil seria verdadeiramente uma patria mae gentil para seus filhos.
    Em suma a ocupação cultural representa uma esperança que insiste e persiste.
    Por isso parabenizo e torço para que a ocupação se perpetue e viva por muito tempo.

    APMAX

    ResponderExcluir
  3. Artistas da minha Terra,
    A ocupação cultural é a própria expressão da arte aqui em Valença. Um espaço democrático em todos os sentidos.
    Como seria bom se o estado de espírito apresentado por todos que por lá trasitam, pudesse contaminar toda a nossa cidade!
    Indiscutivelmente seríamos mais felizes.
    Sempre adiante com a ocupação. Uma idéia genial.

    ResponderExcluir
  4. A OCUPAÇÂO não é mero ponto de encontro de artistas e suas expressões, vai muito além, é, sem dúvida, o processo de construção e exposição mais legitimo da produção cultural criado nos últimos tempos. Não apresenta restrições burocráticas, está aberto à diversidade, não distingue a criação "estética" como alma, mas amplia as chances de sobrevivência da própria alma humana, sem patrocínio, apenas com identidade e elegância, superando entraves burocráticos existencias da crise sócio-política brasileira. Aqui se faz a verdadeira redenção contextualizada dos artistas e das suas obras, onde a platéia se diverte, bebe, ri, suspira, renova-se e retroalimentam o tempo libertário para um novo encontro! ocupAÇÃO SIM! Chico Nascimento

    ResponderExcluir
  5. Sinto que a Ocupação Cultural está crescendo e tomando seu espaço. Com certeza, em breve, vai elevar-se mais e mais e será um dos grandes atrativos de nossa região. Parabéns a vocês, Adriano Pereira, Ricardo Vidal, Otávio Mota, o já lendário Araken Vaz Galvão, João Pincel, o Geilson, o Hélio, o Marinaldo, enfim, a todos àqueles que de forma direta e indireta contribuem para o sucesso desse esplêndido evento.

    Aécio Flávio

    ResponderExcluir
  6. Ocupação Cultural-Valença
    Um evento que prova que o discaso a cultura na cidade, não apagará a importância e o brilho da arte.

    ResponderExcluir
  7. A ocupação vem Crescendo e enriquecendo a cidade com cultura(coisa que falta ainda)!
    A cada edição percebemos a vontade, que cada vez mais cresce, dos artistas da terra de querer trazer pro povo uma nova linguagem, talvez nunca usada, de forma tão expressa na cidade.
    Espero que a Ocupação só cresca e revele novos artistas tanto valencianos quanto de cidades vizinhas.

    ResponderExcluir
  8. Um suspiro de coragem dado por um Pequeno sapo surdo teria resultado num belíssimo beijo e a transformação real de um sapo em Príncipe.
    "Não vai conseguir"... e Conseguiu.
    Conseguiu mostrar a Valença, um dos grandes berços culturais baianos na década de 80, que a sua cultura não estava morta como parecia.
    Uma mescla de renome com anônimos. Propiciadora de grupos como o meu querido: Art & manhas.
    Amigos que encontrei, pessoas que conquistei.
    'é engraçado todo este sentimento aqui dentro.'
    A ocupação nada mais é do que o abraço escondido pelo tempo. o resgate de uma época onde a arte desta cidade era efervescente.
    A prova desse resgate vem do público crescente. do palco lotado. da platéia vibrante. de artistas empolgados. a mistura do novo e do velho. ou Seja, a nova velha roupa colorida.
    Tudo produto de um rock bem tocado, com sutilidades da música clássica e arrepios da boa mpb.
    Ocupação é a busca do que há de melhor dentro de cada qual, a procura do seu cada um.
    um caráter popular. uma evolução pessoal.
    um marco dentro do que se chama cultura valenciana.
    Crianças, jovens, adultos... Grandes nomes e Anônimos que se tornam conhecidos.
    A vontade de crescer pra se doar. A vontade do poder ser e do poder que a arte tem sobre quem quer ser.
    Uma Evolução REvolucionada! :D

    Agradeço Ao Sapo que Virou príncipe!
    Agradeço a Cultura.
    Aos novos e velhos amigos...
    Admiradores e admirados.

    Agradeço como filha da arte que reconheço ser.
    Agradeço pela minha cidade!

    Isabella Britto! ^^

    ResponderExcluir