Seguidores da Ocupação

terça-feira, 31 de março de 2009




Sem horas e sem dores

Respeitável público pagão

a partir de sempre

toda cura pertence a nós

toda resposta e dúvida

todo sujeito é livre para conjugar o verbo que quiser

todo verbo é livre para ser direto e indireto

nenhum predicado será prejudicado

nem tampouco a vírgula, nem a crase nem a frase e ponto final!

afinal, a má gramática da vida nos põe entre pausas, entre vírgulas

e estar entre vírgulas pode ser aposto

e eu aposto o oposto que vou cativar a todos

sendo apenas um sujeito simples

um sujeito e sua oração

sua pressa e sua verdade,sua fé

que a regência da paz sirva a todos nós... cegos ou não

que enxerguemos o fato

de termos acessórios para nossa oração

separados ou adjuntos, nominais ou não

façamos parte do contexto da crônica

e de todas as capas de edição especial

sejamos também o anúncio da contra-capa

mas ser a capa e ser contra-capa

é a beleza da contradição

é negar a si mesmoe negar a si mesmo

pode ser também encontrar-se com Deus

com o teu Deus

Sem horas e sem dores

Que nesse encontro que acontece agora

cada um possa se encontrar no outro

até porque...tem horas que a gente se pergunta...por que é que não se junta

tudo numa coisa só?
(texto do Circo Mágico apresentado por David, Isabela e Jamile na útima ocupação cultural em homenagem ao dia do teatro e do circo)

Um comentário: